Menu fechado

Por: M.J.D. Amâncio, M. Marchiori Filho, A. Leonelo Neto, G.M. de Andrade, R.A. Ré, M. Brunini, S. Sossai.

Perfil farmacocinético da cefalexina na forma de comprimido administrada em cães e sua correlação com a concentração inibitória mínima (CIM) para bactérias de importância clínica veterinária.

Pharmacokinetic profile of CEPHALEXINEA in tablet form administered in dogs and its correlation with Minimum Inhibitory Concentration (MIC) for bacteria of veterinary clinical importance.

O presente estudo avaliou a correlação entre o perfil farmacocinético da CEFALEXINA e os valores de concentração inibitória mínima (CIM) obtidos das bactérias testadas. Os 10 cães utilizados foram divididos em Grupo Macho (T01) e Grupo Fêmea (T02), sendo tratados por via oral com a CEFALEXINA na dose de 30 mg/kg de peso corporal a cada 12h e então submetidos a coletas de sangue seriadas durante 24h. O perfil farmacocinético foi obtido por técnicas cromatográficas, enquanto a CIM por teste de disco-difusão em ágar. Através da correlação entre os resultados analíticos e microbiológicos, observou-se que a formulação avaliada foi eficaz contra as bactérias: E. coli, K. pneumoniae, P. multocida, P. mirabilis, S. typhimurium, S. aureus, S. epidermidis, S. intermedius e S. pyogenes.

Seja bem-vindo(a) leitor(a)!
Ainda não é assinante?

Assine agora e tenha acesso ilimitado a todas as materias de todas as edições da revista Medicina Veterinária em Foco!

Assinar