Menu fechado

Por Dra. Laura Carolina Barbosa

Novas Abordagens para Controle de Ectoparasitas

A indicação do produto correto é de suma importância para prevenção e controle. Veja as diferenças entre eles.

A puliciose e a ixodidiose são problemas na saúde de cães e gatos e o seu controle apresenta um desafio e ônus econômico para os tutores e médicos veterinários.

A puliciose ou pulíase é causada pela pulga e a Ctenocephalides ssp. é a de maior importância médico-veterinária; dentre as espécies do parasita a Ctenocephalides felis felis é a mais comum, com prevalência superior a 92% em cães e 97% em gatos. As pulgas parasitam animais em praticamente todas as áreas do planeta Terra com exceções a altitudes superiores a 1.500 metros e umidades extremamente baixas como em desertos. Seu ciclo de vida, envolvendo ovo, larva, pupa, casulo e adulto se completa entre 3-4 semanas.  Além das perdas sanguíneas e das lesões de pele, as pulgas também são hospedeiros intermediários da tênia Dypilidium caninum e podem ser vetores de vários agentes infecciosos como Rickettsia typhi (Rickettsia mooseri), Rickettsia felis e Bartonella henselae.

Seja bem-vindo(a) leitor(a)!
Ainda não é assinante?

Assine agora e tenha acesso ilimitado a todas as materias de todas as edições da revista Medicina Veterinária em Foco!

Assinar