Menu fechado

Por Dayane Caicó Araujo

NEOPLASIAS CUTÂNEAS EM CÃES E GATOS​

Estudos, protocolos, exames e fatores importantes na prevenção e tratamento desse câncer

Figura 1: Áreas de ceratose actníca em abdômen ventral de cão da raça Pit Bull exposto cronicamente ao sol - Foto arquivo pessoal

Nos últimos anos, estudos realizados no Brasil identificaram um considerável aumento na expectativa de vida de cães e gatos. Atribuiu-se a isso a constante preocupação com a saúde dos pets, hoje considerados membros da família, no tocante a nutrição, prevenção de doenças infecciosas por meio da vacinação, além da evidente melhoria e aperfeiçoamento dos meios diagnósticos veterinários e a terapêutica cada vez mais específica. Com o crescente aumento da longevidade dos animais de companhia aumenta também a preocupação com a maior incidência de doenças crônicas, principalmente as neoplasias.

Seja bem-vindo(a) leitor(a)!
Ainda não é assinante?

Assine agora e tenha acesso ilimitado a todas as materias de todas as edições da revista Medicina Veterinária em Foco!

Assinar